O TOMBA MEU BOI

As obras da “O Tomba Meu Boi” tem como referência o livro de poesias lançado pelo artista em parceria com o poeta paraense Deusdedith Junior, em 1998, pela Editora Vertente (SP). Queiroga conta que nessa série faz uma releitura do conto Bumba Meu Boi, e usa a palavra Tomba, ao invés de Bumba, com o objetivo de derrubar/expor os símbolos e mitos do folclore e também mostrar como eles fazem parte do nosso dia a dia. Além do festejo do folclore a exposição promete muitas cores, quadros vibrantes, formas livres e características do nordeste.

FOTOS